Destaques homepage

Do lado das bruxas

Henrique Pereira dos Santos Os denunciantes, os caçadores de bruxas, orgulham-se das suas acções porque não têm a menor dúvida sobre a sua superioridade moral na defesa da comunidade. Ler mais. Artigo publicado pelo Observador a 2021-10-22, integrado na coluna semanal da Oficina da Liberdade.

Engana-me que eu gosto

José Meireles Graça O dinheiro que vier das multinacionais, se a loucura mansa da taxa mínima de 15% de IRC for avante, aquelas cobrarão, de uma forma ou de outra, aos seus clientes. Artigo publicado pelo Observador a 2021-10-15, integrado na coluna semanal da Oficina da Liberdade.

Eppur si muove

Helder Ferreira A mania de querer obrigar crianças a usar máscaras e que adultos as usem na presença delas arrisca criar uma geração de sociopatas com deficiências cognitivas e sem qualquer capacidade de empatia. Ler mais. Artigo publicado pelo Observador a 2021-10-08, integrado na coluna semanal da Oficina da Liberdade.

A traição moral de Anacleto

Ricardo Dias de Sousa São traidores aos olhos inquisidores do trotskista aburguesado pelas poltronas aveludadas do Banco de Portugal os que gritam que o rei economista-planificador-social vai nu e que essa nudez é imoral. Ler mais. Artigo publicado pelo Observador a 2021-10-01, integrado na coluna semanal da Oficina da Liberdade.

Margem Sul

Rodrigo Silva   Almada – O voto útil e a bipolarização fizeram uma heroína mas também vítimas. Não querendo o regresso do comunismo, os almadenses de centro-direita, centro e centro-esquerda votaram em peso em Inês Medeiros do PS que reforçou a liderança municipal. Todos os outros partidos acabaram derrotados. Todos não, o CHEGA colocou dois …

Margem Sul Read More »

O Conde de Rebelo

José Meireles Graça A herança de Costa é uma pré-falência do regime. E ninguém jamais o encarnou, ao regime, mais completamente do que o nosso Presidente. Ler mais. Artigo publicado pelo Observador a 2021-09-14, integrado na coluna semanal da Oficina da Liberdade.

Vinte anos depois

Nuno Lebreiro Não fosse o 11 de Setembro e os 20 anos que se lhe seguiram e nunca teria sido possível a actual narrativa única de um estado de emergência permanente que tudo regula, controla e dispõe. Ler mais. Artigo publicado pelo Observador a 2021-09-10, integrado na coluna semanal da Oficina da Liberdade.

Scroll to Top